PROTEÇÃO SOLAR

A luz solar apresenta vários efeitos:

EFEITOS POSITIVOS
– Estimula a produção de vitamina D

– Ajuda a controlar algumas doenças crónicas da pele (ex. psoríase)

– Sensação de bem-estar

EFEITOS NEGATIVOS
– Queimaduras

– Cancro de pele

– Fotoenvelhecimento

– Reações alérgicas

– Fotossensibilidade

Embora muito poderosos, os raios ultravioleta (UV) representam apenas 5% da radiação solar que atinge a Terra.

 

Existem três tipos de raios UV:

radiações UVA (315-400 nm)

Os UVA representam 95% dos UV que atingem a superfície da Terra. Atravessam as nuvens, o vidro e a epiderme e, contrariamente aos UVB, são indolores e penetram na pele em grande profundidade, até às células da derme.

São responsáveis pelo bronzeamento imediato e de curta duração.

Sendo os principais produtores de radicais livres, podem alterar as células a longo prazo e desencadear:

  • fotoenvelhecimento;
  • intolerâncias solares, normalmente designadas por alergias solares;
  • desordens pigmentares (cloasma, manchas pigmentadas);
  • desenvolvimento de cancros cutâneos.

 

radiações UVB (280-315 nm)

A sua incidência aumenta muito durante o verão, especialmente nos horários entre as 10 horas e as 14 horas.

Os UVB representam 5% dos UV que atingem a Terra. São muito energéticos e mesmo que retidos pelas nuvens e pelo vidro podem penetrar na epiderme.

São responsáveis pelo bronzeamento indireto e de longa duração, pelas queimaduras, bem como pelas reações alérgicas e cancros cutâneos.

 

radiações UVC (200-280 nm)

São portadoras de elevada energia, sendo extremamente lesivas para a pele.

São retidos principalmente pela camada de ozono.

 

A intensidade das radiações solares ao nível da superfície terrestre varia com:

  • hora do dia;
  • estação do ano;
  • latitude;
  • altitude;
  • capacidade de reflexão do terreno;
  • condições atmosféricas.

 

EFEITOS ADVERSOS DAS RADIAÇÕES SOLARES

EFEITOS CRÓNICOS EFEITOS AGUDOS
Alterações benignas da pele (lentigo solar) Queimaduras/eritemas
Fotoenvelhecimento

(Envelhecimento precoce da pele)

Tumores cutâneos
Alterações malignas Reações de fotossensibilização

(reações fototóxicas e reações fotoalérgicas)

 

A sensibilidade à luz solar varia de acordo com a quantidade de melanina existente na pele.

Pessoas de pele mais escura têm mais melanina e, portanto, possuem uma maior proteção natural contra os efeitos nocivos do sol. A quantidade de melanina presente na pele de uma pessoa depende de fatores hereditários, bem como da quantidade de exposição solar recente. Algumas pessoas conseguem produzir uma grande quantidade de melanina em resposta aos raios UV, enquanto outras produzem muito pouca. Pessoas com cabelos loiros ou ruivos são especialmente suscetíveis aos efeitos da radiação UV em curto e longo prazo, pois não conseguem produzir melanina suficiente.

Quanto maior a exposição solar, mais elevado o risco de cancro da pele.

Para minimizar os efeitos nocivos do sol, é especialmente importante evitar mais exposições ao sol, vestir roupas protetoras, e aplicar protetor solar.

Os FOTOPROTETORES são preparações de uso tópico para aplicação cutânea, com diferentes formas de apresentação e que na sua formulação, integram agentes, moléculas ou complexos moleculares que podem absorver, refletir ou dispersar os fotões da radiação solar, com maior ou menor eficácia, reduzindo os efeitos prejudiciais da mesma.

 

SUBSTÂNCIAS UTILIZADAS COMO FILTROS SOLARES

Os compostos orgânicos protegem a pele através da absorção da radiação UV e os inorgânicos pela reflexão ou dispersão da radiação. Atualmente existem também filtros orgânicos, que para além de absorverem a radiação, também a refletem.

 

  • Filtros orgânicos (filtros químicos)

Os filtros orgânicos são formados por moléculas orgânicas, capazes de absorver radiação UV, tornando-a menos energética e inofensiva ao ser humano.

FILTROS PARA RADIAÇÕES UVA FILTROS PARA RADIAÇÕES UVB
Avobenzona Aminoxilato
Bisdisulizol disódico Ácido 4-aminobenzóico (PABA)
Benzoato de dietilamino-hidroxi Cinoxato
Ecamsule (mexoryl SX) Etilhexil triazona
Antranilato de metilo Homosalato
4-metilbenzilideno-cânfora
Octilcinamato de octilo
Padimate O
Ácido fenilbenzimidazol sulfónico
Polysilicone-15
Salicilato de Trolamina
Bemotrizinol (Tinosorb S)
Dioxibenzona
Drometrizole trisiloxano (Mexoryl XL)
Iscotrizinol
Octocrylene
Oxibenzona
Sulisobenzone

 

  • Filtros inorgânicos
  • Dióxido de titânio
  • Óxido de zinco

Os filtros solares inorgânicos são representados por dois óxidos metálicos, o Dióxido de titânio (TiO2) e o Óxido de zinco (ZnO), aprovados pela COLIPA e pela FDA.

Os óxidos metálicos são capazes de refletir e dispersar a luz visível, radiação UV e infravermelho, atuando portanto, ao longo do amplo espectro de radiação.

Estes filtros representam atualmente, a forma mais segura e eficaz de proteger a pele, pois são fotoestáveis, ou seja, não reagem como os filtros orgânicos. Por outro lado, apresentam baixo potencial de causar alergias ou sensibilização, sendo geralmente recomendados para crianças, para indivíduos com pele sensível ou com doenças fotossensibilizantes e para indivíduos com história prévia de alergia a um filtro solar.

Os filtros inorgânicos são compostos por partículas de grande tamanho o que explica a textura pastosa e a aparência branca quando aplicados na pele.

De forma a melhorar a sua apresentação cosmética, tanto a nível da textura como a nível da cor opaca e branca, os filtros inorgânicos têm sido integrados nos protetores solares sob a forma de nanopartículas. Apresentam uma textura mais agradável e fluída, transparentes e mantêm a capacidade refletora.

 

  • Filtros orgânicos e inorgânicos

 

  • Bisoctrizole (Tinosorb M)

É a primeira classe de filtros que combina os filtros orgânicos e inorgânicos, pelo que reflete, absorve e dispersa a radiação UV. Relativamente às suas características, é fotoestável e, pelas suas partículas serem relativamente grandes, a absorção sistémica é pequena. É composto por um líquido incolor de partículas orgânicas microfinas, que podem ser dispersas na fase aquosa da formulação fotoprotetora.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *